sábado, agosto 29, 2009

.:Sozinha:.


Foto: Retirada da Internet

Lá estava ela, ajoelhada com as mãos no rosto,
os olhos vermelhos de tanto chorar.
O mundo parecia ter desabado sobre a sua cabeça,
e realmente desabara, pois a chuva lá fora era tanta que na certa já teria destruído as plantações.
Levantou-se...caminhou até a varanda...olhou em volta, percebeu que daquele momento em diante estaria sozinha!

Renata Zonatto

10 comentários:

Adao Braga disse...

Pareceu-me um relato típico de quem trabalha com agricultura e depende da chuva e as vezes depende da não chuva, ou seja, necessita do sol, que não aparece sobre a cabeça...

Por outro lado, tal analogia pode também ser uma figura ótima para um amor que foi plantado, nasceu e morreu sem frutos ou sem a devida colheita!

shintoni disse...

Renata:
Recebi sua Carta de Amor para postar no Duelos.
Vai ao ar amanhã, ok?
Valeu mesmo!
Abração e ótimo domingo!

cintia disse...

oi querida, amei, gosto desse estilo!!!! beijos

Naiane Rodrigues disse...

"...daquele momento em diante estaria sozinha!"

É difícil encarar que de uma forma ou de outra a vida vai ter que continuar e temos de recomeçar tudo sozinha... mas precisamos.

Adorei a visita ao blog.

Aos poucos conheço um pouco do seu e aviso que vou voltar.
Beijos

ParadoXos disse...

palavras muito bem acompanhadas... de sentimento e... tu!

abraço

shintoni disse...

Renata:
Sua Carta de Amor já foi postada no Duelos.
Valeu mesmo!
Seja bem-vinda e volte sempre a participar conosco com suas belas criações!
Abração e ótima semana!

Tainã Steinmetz disse...

Aii essa doeu... mas foi lindo *-*

Amanda disse...

Estava com saudade dos seus textos! Li e me identifiquei com o meu momento.

- agustina montes disse...

u.u Las eh qitado de Internet .
Eh bichado tu Blogg tu tienees algunas qe Yo eh seleccionado . DISCULPA no era mi intension .

carlinhos disse...

as vezes a solidão parece desesperadora, mas se conseguirmos encará-la sem medo, ela nos ajuda a encararmos os nossos medos e superá-los!!

aliás, muito boa a poesia!! ;)