segunda-feira, novembro 23, 2009

.:Adeus:.



Ele disse: Adeus!
E ela entendeu que dessa vez era para sempre!

Renata Zonatto

8 comentários:

ABB disse...

As vezes se entende diferente do sentido dito!

Agostinho Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Agostinho Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Agostinho Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Agostinho Lopes disse...

Isso me fez lembrar a letra de uma "musguinha" de Alceu Valença, que não lembro se já te falei dela...

"A solidão é fera
a solidão devora!
É amiga das horas,
prima-irmã do tempo.
E faz nossos relógios
caminharem lentos,
marcando o descompasso
no meu coração...
Solidão!"

Linda e melancólica como esse teu "textículo".

cintia71 disse...

oi querida, nem sempre o q achamos q é para sempre....realmente é.......beijos

Amanda disse...

Tem me faltado coragem para dizer adeus...

Bjos!

Prof. Alexandre Djorkaeff disse...

Gostei muito do poema... tem um q de minimalismo poético.