sábado, janeiro 12, 2008

.:Apenas Hoje:.


Foto: Internet - desconhecido

Apenas hoje...
Não diga o que devo fazer!
Não me mostre o que não quero ver!
Apenas sente-se ao meu lado, ouça essa canção.
Escute-me, não diga nada, não quero soluções.
Pela janela vejo as luzes, lá longe alguém canta.
Por isso não diga nada, apenas escute-me, preciso desabafar.
Não diga o que eu não posso fazer, não diga o que não quero ouvir.
Apenas hoje...
Finja que entende o que eu digo, finja que escuta o que eu falo.
Não vá embora caso eu tenha uma crise, olhe nos meus olhos, mas não diga nada, qualquer palavra, e toda magia acabará.
Apenas passe as mãos pelo rosto, segure meus cabelos, me beije, não sussurre nada em meu ouvido...
Apenas hoje... Vamos fingir que nada mudou.
“Mais que palavras”, sem a interrupção do ontem nem do amanha!

Renata Zonatto

18 comentários:

Adao Braga disse...

Combinado!

Fabiana disse...

Tá muito bonito, confessional, uma coisa assim meio Clarice Lispector. Parabéns.

Adriana disse...

Enviarei esse post para o meu "namorido" agora mesmo, rsrs. Assim que me sinto às vezes.

Beijos!

allan gama disse...

Bom eu sou novo em grupos de ralacionamento como o blog e estou passando aqui pra retribuir o recado que vc deixou no meu blog.

vc foi a primeira a postar e acredite eu jamais vou esquecer o seu nome
RENATA.

BEIJOS PRA VC TAMBEM

"Le Fov" disse...

Valeu pela visita menina linda. Continue vindo e escrevendo assim tão bem.

Forte abraço!

amanda disse...

Vc escreveu o que eu estou sentindo ultimamente...
Vc escreve muito bem parabens!

Iara disse...

perfeito isso!
quantas vezes nos, soh precisamos disso!
sem conselhos, sugestoes, criticas
nem mesmo elogios!
soh queremos o olhar, a companhia, a presença!
porque nos somos assim, precisamos explorar apenas o momento.
esse texto eh pra ser degustado nessas horas.
beijos moça dorei! =)

Cirilo Veloso disse...

Alguns podem pensar "só hoje" é pouco, mas o importante é viver o momento de agora. O amanhã, deixa pra depois. A gente nem sabe se ele chega mesmo. De repente se morre; então mister é vivermos o presente, o hoje, o agora, até preparados para um futuro que pode vir, mas se vier já é lucro.
Xêro.
;)

Pri disse...

Adorei seu blog. Me identifico com alguns post´s... Não some viu. Aparece mais vezes no meu blog. Adorei sua visita.

Dentro da Bota disse...

Como sempre... lindas poesias...
Abraços...
Gi!

Renata disse...

Ah, eu penso que quando a situação está crítica não dá pra fingir que não está...
Beijo!

Samelly Xavier disse...

Tudo isso me lembrou algo meio "alcoolatras anônimos" (rs), mas, no fundo, a "droga" aqui é a que mais nos entontece, assusta e encanta: a vida.

Só por hoje, decidi comentar...

Beijos recitados!

fátima queiroz disse...

olá, renata

andei sumida de minha rua, mas agora voltando... esgotamento e muito calor...
agradeço a tua visita e desejo a você e a tua família um 2008 em paz e com Deus!

nao esqueci do convite de publicar em meu blog, voltarei ainda esta semana!

vc tem orkut? tb tenho! rsrsrs

beijosss

fátima

.:DuBaralho:. disse...

Caaaaramba... tem q respirar fundo e começar a lê... sensacional moça !!

Um otimo feriadão, td de bão.. intééé !!!

Abração

_________________
Dan - Doug - Rafa

Evandro disse...

Nem tem muito o que falar, um UAU! se encaixa muito bem ;) Muito bom mesmo parabéns! Abraço

beth disse...

Nada direi
apenas admirarei

Ana disse...

Obrigada!!!

Este cantinho também está bonito.


E essa música?

qual seria?

:)
Um beijinho

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado