domingo, janeiro 27, 2008

.:Desabafo:.


.:Desabafo:.

Já não sou mais guria, mas às vezes não me sinto completamente uma mulher.
Às vezes tenho saudade da minha adolescência, incrível como naquele tempo eu sabia exatamente o que devia fazer. Na verdade adolescente tem o dom de achar que sempre sabe de tudo.
É muito mais fácil fazer planos nessa fase, pois pensamos, sonhamos, criamos novelinhas como se tudo fosse se realizar em segundos. Mas nem pensamos o quando pode ser sofrido o caminho ate tudo se tornar real.
E ai vem o golpe, nem tudo aconteceu da maneira que achávamos que iria acontecer.
Por mais que a gente cresça há sempre algo que não vamos entender, quando temos certeza que sabemos todas as respostas...mudam as perguntas. Talvez seja inútil ter certeza.

OBS: Amigos desculpem-me se passei tristeza em minhas palavras, não foi essa a intenção.
Na verdade eu creio que tudo acontece, a gente sempre dá um jeitinho, é só não ter medo de errar.

Renata Zonatto

20 comentários:

Dentro da Bota disse...

Deixei um selinho para vc!!!
Abraços!
Gi, Roma

Ricardo Soares disse...

a gi deixou um selinho e eu conheci seu blog por causa dela...bj... apareça

webmaster bonder disse...

adolescentes podemos ser para sempre... e as resposta para tudo, quem sabe 1 dia encontramos?.. gostei bastante dos teus textos... melhoras!

Adao Braga disse...

Ex-guria, essa sua posição de reconhecimento de que já não és uma, e sabe, onde tem que chegar, ainda que a compleição física, aparenta outra realidade, indica, que logo, logo, estarás completa.

Você não escreveu algo triste, escreveu algo real, em contraste com o ideal, o planejado... é assim mesmo!

Um beijo carinhoso

Lau Siqueira disse...

Bah, guria! Tristeza nenhuma. Vezenquando sinto isso. E eu gosto de ter vinte e cinco anos. Ali�s, gosto tanto que fiz duas vezes vinte e cinco anos. N�o deixe de ser crian�a, nunca. viver � viver integralmente, cada momento da vida. Intensamente. Nessa tristeza toda, viver � que � a alegria. Muito obrigado por sua visita ao Poesia Sim!

Marcelo disse...

Deu pra notar a diferença entre esse soneto e os outros?

Cada vez mais coisas no coração eu diria!

Valeu o comentário e volte sempre que quiser contemplar o Lago

Dentro da Bota disse...

ola...
Venha conhecer a Italia.... o ap é pequeno mas damos um jeitinho...rsss

.:DuBaralho:. disse...

Sensacional moça... num passou tristeza nenhuma pra gente não !! pelo contrario faz a gente refletir a nossa adolecencia... hahaha... a gente sonhava ate d mais, viajava na maionese memo...haha

Muito bunito memo, parabens mais uma vez, manda muito bem nos textos...

Abração triplo..

_________________
Dan - Doug - Rafa

Agostinho Lopes disse...

É guria!

Essa sensação vai te "perseguir" a vida toda, pois sempre nos sentiremos "adultos" e "crianças". E nosso instinto de conservação vai sempre nos apontar que "temos que provar prá todo mundo, que não precisamos provar nada prá ninguém" nessa imensa dicotomia da vida...

Quanto ao carnaval, sinta-se, desde já, minha convidada. Terei prazer em ser seu guia nessa linda festa que é feita aqui.

1 beijo!

O Profeta disse...

Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro


Boa semana



Mágico beijo

Eärwen Tulcakelumë disse...

“_O que é otimismo?, disse Cacambo.

_Ai de mim!, disse Cândido. É a louca paixão de sustentar que tudo está bem quando está mal.”

Cabe começar assim o que quero escrever, pois o que aqui deixas gravado é o que a alma sentia no momento e por isso é belo, enche os olhos de emoção...e a certeza de que o otimismo deve fazer morada em ti. Uma longa linha de tempo nos separa, mas o coração não vê assim, ele simplesmente sente e escreve...independente do tempo físico, coloca no papel seus anseios , desejos e frustrações, sim, porque é com elas e nelas que aprendemos as nossas lições ... a vida ensina assim...as vezes de forma confusa...mas aprendemos com o tempo a reconhecer os sinais.
Gostei imenso do teu espaço, tenha certeza que voltarei.
Agradeço tua estada no meu mundo e as palavras carinhosas que lá deixastes, como agradeço ao Profeta este “mimo” que me dá de conhecer-te.

Deixo-te, então, a primeira pérola incandescente de luz , banhada no rio de lava que em meu mundo corre.

Com carinho

Eärwen

Divinius disse...

A LUZ QUE TE DEIXO É DA COR DA MINHA VIDA...)*
GOSTEI DE LER...

Cristal disse...

a mim vc não passou tristeza alguma. o que vc passou foi uma incrível maturidade que surge pelo aprendizado. Isso que vc passou é algo natural a todos, o que te diferencia é que vc olhou pra trás e percebeu tudo isso. Adorei teu texto. Continue assim, reflexiva com a vida, e quando vc menos nota, ela te traz mais belas surpresas e experiências. ;)

Renata disse...

Na verdade eu acho que na adolescência somos mais impulsivos, pensamos menos, e isso faz com que a vida seja mais simples. Daí crescemos e tudo se torna mais difícil...
Beijo.

LuzdeLua disse...

Constrói o teu castelo. Mesmo que às vezes, com peças que tenha que trocar mais tarde. Sempre vale à pena e a vida é essa mudança constante. Mudamos nossos quereres e com o passar do tempo, apenas uma coisa terá valido. Se você viveu intensamente cada momento, te bastará. Apenas não impute ao outro a obrigação de te fazer feliz. Vai com fé, você mesma, em busca da tua felicidade. O resto, todo mundo cai e se levanta, erra e acerta. Eis a vida e olha, ela não se reprisa viu. Seja feliz. Adorei a tua casa. Deixo-te beijos com carinho.
Bjs

cris santos disse...

Essa historia de ter q virar adulto, nos forçarem a assumir mais responsabilidades (ops, mais regrinhas para complicar a vida) é um prato indigesto...
Perdemos a certeza q tinhamos, vemos q boa parte do q a gente acreditava, não existia e q eramos tão bons para fazer previsões qto economistas rs.
To passando por algo parecido com isso, especie de crise dos 20 anos rs, em q alem de td, olho para tras, me lamento pelo q não fiz e ao inves de correr atras do tempo, lamento mais ainda...
Parabens pelo blog, e eu não achei o post triste não... só sincero ;)

O Profeta disse...

Nesta baía
Quando chega ao fim do dia
As pedras dormem com o mar
Quando vem a calmaria



Bom domingo


Mágico beijo

Eärwen Tulcakelumë disse...

Uma pérola incandescente com o desejo de um domingo de luz.

Eärwen

Bruno Vox disse...

É verdade, muitas vezes sinto falta da minha adolescência. É dificil a vida adulta. Temos que tomar decisões, muitas delas dificeis. Ficamos mais Autônomos, que por um lado é bom, mas por outro é bem complicado.

bjos,

' arcano disse...

voce escreve muiiiito bem :D