terça-feira, agosto 31, 2010

.: Atacama:.

Foto: Janaína Ghiggi

13 dias!
Um ônibus.
Amigos.
Desconhecidos.
Afinidades.
A Música.
A poesia.
Os óculos escuros
que não me deram
a chance
de encontrar
o teu olhar.

Azul
Vermelho
O Grenal.
A oportunidade.
A conversa.
A consoante peituda,
e novamente
teus olhos
não encontram
os meus.

A festa.
A cerveja.
A parede.
O beijo...
(Não o meu!)
A decepção!

O Deserto.
A praça.
A policia.
O vinho derramado.
Não percebeu,
mas alguém te olhava,
ria,
achava graça,
da tua raiva.

A última noite.
O hostel.
O terraço.
A fumaça.
Os teus olhos,
enfim,
encontram
os meus.
O começo!


Renata Zonatto

11 comentários:

Lidiane... disse...

Procuramos várias formas de expressar o que pensamos e sentimos, e nas palavras estão as melhores delas... Senti exatamente tudo aquilo que quis passar... ÓTIMO, adorei....pequenas partes de vc e do que vive no momento! Que o começo seja apenas uma parte de toda essa história! Bjsss amo

Srta Camargo disse...

Eu adoooooooooro o jeito que tu escreve Re!! Adorei o post, lindo lindo!
bjoo

Diegonzo disse...

ahhh, tu estava rindo de mim?
sacana!!!!
te gusto, guapa!

Mari e Anderson disse...

Nossa Renata, que lindo! Emocionante mesmo para aqueles que não conseguem ligar o fato às pessoas. O desenrolar, as palavras escolhidas com precisão...perfeito! Adorei! Bjs, Mariane

Mari e Anderson disse...

Nossa Renata, que lindo! Emocionante mesmo para aqueles que não conseguem ligar o fato às pessoas. O desenrolar, as palavras escolhidas com precisão...perfeito! Adorei! Bjs, Mariane

Editor disse...

Saramago falou que às pessoas mais inteligentes, são as mais veneradas, e que a religião deixa o multidão impreguinada de burrice,parabéns vc tem um dom de ser bonita e inteligente.

Agostinho Lopes disse...

O "deserto" é phoids, Rê... Mas que bom que essa intensa e linda poesia "terminou coim um começo". Ciclos da vida....

Beijos, guria!

Carol Fazollo disse...

que lindo D:
às vezes queria saber escrever simples assim e sem perder essa poesia que você consegue ..

Anônimo disse...

Ola RenaTa: uma declaraçao de amor perfeita e muy encantadora. Aliás como todos os teus poemas.Miguel

Amanda disse...

Que lindo!! :)

Eduardo Medeiros disse...

Olá Renata, tudo bem? Gostei muito dos teus poemas.