segunda-feira, janeiro 31, 2011

.:Sem Nós:.



A verdade é que o nosso amor era uma corda arrebentando...
...uma corda pequena demais para se dar um nó!

Renata Zonatto

15 comentários:

Lucas Esteves disse...

O nó prende e pra ser desfeito machuca. O melhor é estar perto, sem nó, sem estar preso. Duas cordas podem apenas se encostar.

Anônimo disse...

Mesmo que a corda possua um nó,ainda assim ela poderá arrebentar!

Renata Reis.

Carlos disse...

Renata, tu tá arrebentando corações!

Escrever Pra M'Entender ... disse...

uauuuuuuuuuuuuuuu!

eu gostei disso!
de verdade!

uma sensatez sem tamanho nesse post!

e o mais interessante:

é saber que às vezes,
o grande objetivo mesmo
é desfazer o nó que existe em nós
com uma boa corda!
firme...resistente!

paradoxal?
que naada!
amor não tem que ter sentido sempre!rsrs


grande abraço moça!

=)

Edward de A. Campanário Neto disse...

Eis aí um retrato de minha vida em um momento derradeiro.
Foi o retrato mais fiel que nem eu mesmo conseguiria alcançar em simplicidade e clareza.
Obrigado!

Brupa disse...

que pena. :/

Matos Leo disse...

nosso amor é sem nós?

shintoni disse...

Renata:
Hoje publiquei este lindo post no Duelos, ok?
Valeu!
Abraço e ótima semana!

Aquele que faz show !!! disse...

Amor sem nós, é um Amor em vão!!!

Por mim mesmo disse...

a tênue e frágil corda do respeito de individualizações, não se ata o que se é para ser livre, só se pode amar o que se é inteiro, quando se tenta limitar a pessoa a quem se ama, à transformamos em outra que não a inteira que conheçemos e por quem nos apaixonamos...

Victor Sansone disse...

Obrigado pela correção Renata!

Ótima poema, este do nó! Muito bom mesmo! Vou ler os outros!

Beijo!

Beatriz Araújo disse...

ADOREI.
beijo.

Sil Fitz. disse...

Gostei do teu blog, sigo*
beijocas!

Amanda disse...

Guriaaaa!!! Que saudade de ti!!
Como tá aí?? O que anda fazendo??
Tu disse que os livros são muito baratos, me manda um de presente! Haha.
Muita saudade!
Beijos!!!

Beatriz Araújo disse...

mesmo que se dê um nó, ela continua prestes a rebentar