quinta-feira, junho 09, 2011

.:Lástima:.



Amor?
Não, não era amor!
Era uma carta de suicídio.

Renata Zonatto

8 comentários:

Os Devaneios de Quimera |g* disse...

Que Devaneio!

Forte!

Eu gostei disso... e até vejo coerência! Afinal, o que não se torna 'eterno', mata!

^^

Grande abraço!

Agostinho Lopes disse...

Rê!

Estejas onde estiver, estás sempre presente.

Escrevas o que quiser, mas é sempre um presente.

Obrigado por nos fazer "viajar", não entre Buenos Aires e Porto Alegre, mas pelos caminhos etéreos da imaginação, que tuas postagens nos leva.

Estava com saudades!

Eliana Mara Chiossi disse...

Bom te encontrar por aqui, escritora!

Besitos

Nefertiti

Carlos disse...

Oloko! Tu tá depressiva?

bj

Renata!!! disse...

Não, Carlos! São apenas alguns versos!

Besitos

Renata

Editor disse...

Ouso-me discordar querida Renata, mais o amor não é tudo, a vida sim é um suicídio.

Sancho Neto.

Editor disse...

Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo.
Buda

Editor disse...

Para mim seria uma lástima não compartilhar contigo uma descoberta!!! presente de leitor que admira as suas virtudes.

http://www.franciscoescobar.net/blog/index.php/tag/noel-rosa/