sábado, julho 30, 2011

.:Letras:.


Love Letters - Ray Caesar

Grito.
Sussurro.
Minhas palavras
voam com o vento.
Queria ser um R, um J ou um D.
E voar para bem longe desse caos.

Renata Zonatto

12 comentários:

Caroline Martins disse...

Breve e lindo, tambem queria voar pra bem longe...
beijo querida Renata

Renata! disse...

Obrigada, Carol! Lindaaa! besitos!

Adao Braga disse...

Este seu poder de sintetizar, em poucas palavras muitos sentimentos, me impressiona.

Quanto as letras: fico na curiosidade o que, ou quem possam ser ou significar!

Matos Leo disse...

mexe o balaio
mexe o balaio

Agostinho Lopes disse...

"Sou a febre que lhe queima mas você não deixa
Sou a sua voz que grita mas você não aceita
O ouvido que lhe escuta quando as vozes se ocultam
Nos bares, nas camas, nos lares, na lama.
Sou o novo, sou o antigo, sou o que não tem tempo
O que sempre esteve vivo, mas nem sempre atento
O que nunca lhe fez falta, o que lhe atormenta e mata
Sou o certo, sou o errado, sou o que divide
O que não tem duas partes, na verdade existe
Oferece a outra face, mas não esquece o que lhe fazem
Nos bares, na lama, nos lares, na cama."

É um trecho de "Mal Necessário", de Mauro Kwitko, cantada por Ney Matogrosso, que talvez tenha à ver com esse teu desejo represado de voar com as palavras, quando se sente presa por uma bola de ferro...

Agostinho divagando... hahaha. Ou devagar, sei lá...

Rodrigo Moraes disse...

Voar,
bem longe
deste caos,
é muito simples:
Basta apenas imergir,
Nas páginas de um livro!

:D

Lindo o que escrevestes!

Abraço!

Brupa disse...

Hei! Há bodas não vinha aqui.
Pode deixar que isso não acontecerá mais, virei mais vezes! ;)
Saudades!
Beijos.

Os Devaneios de Quimera |g* disse...

Quiseraeu, ser um L
esaber-mesempre Livre
pra poder desfrutar dos amores que tiver vontade, sem me acomodar!


^^

Belo post!

Sublime!

Beatriz Araújo disse...

talvez pela imagem, pelo titulo "letras", esse post fez-me lembrar a infancia.

Naiane Rodrigues disse...

- Grande Adão Braga, meu querido!!
(Vi o comentário dele aqui.)

Flor de Rê, concordo plenamente. Acho que é sempre o motivo melhor para se brindar.

Simples e leve o seu texto.
Eu me encontro em J.

Becitos

Carlos disse...

Sem palavras...

Marcelo disse...

Mas, gostei, bem legal